[Assunção de Nossa Senhora] - Triunfal Entrada de Maria no Céu

"Desde que Jesus Cristo, nosso Salvador, completou a obra de Redenção com sua morte, anelavam os anjos tê-lo no céu. Em suas preces repetiam por isso incessantemente as palavras de Davi: 'Levantai-vos, Senhor, para o vosso descanso, vós e a arca de vossa santificação' (Sl 131, 8). Eia, Senhor, já que remistes os homens, vinde habitar conosco em vosso reino. Conduzi também a arca viva de vossa santificação, isto é, vossa Mãe, a qual santificastes habitando em seu seio.


1) Jesus Glorifica a Entrada de Maria


Quis finalmente o Senhor atender aodesejo destes celestes cidadãos, chamando Maria ao paraíso. Ordenara outrora que a arca do Testamento fosse com grande pompa introduzida na cidade de Davi. [...] Porém com pompa muito mais nobre e gloriosa ordenou que sua Mãe entrasse no céu.
[...]
Descendo o Salvador do céu para encontrar a Mãe, lhe disse, consolando-a: Vem com alma e corpo, gozar o prêmio de tua santa vida. Se tens padecido muito no mundo, maior é a glória que te darei de Rainha do universo.
[...]
Jesus lhe estende a mão, e a santa Mãe já se eleva no ar, já passa as nuvens e as esferas. E chega enfim às portas do céu.
[...]
Mas, à sua entrada, veem-na aqueles espíritos celestes tão bela e tão gloriosa, que perguntam: [...] Quem é esta que [...] vem tão rica de virtudes, com o seu amado Senhor, que se digna ele mesmo acompanhá-la com tanta honra? [...] Respondem os anjos que a acompanham: Esta é a Mãe do nosso Rei; é a bendita entre as mulheres, a cheia de graça, a Santa dos santos, a amada de Deus, a Imaculada, a mais formosa de todas as criaturas."


2) Os Santos Saúdam a Sua Rainha


"Vieram depois dar-lhe a boa-vinda, e sauda-la como sua Rainha, todos os santos que então estavam no paraíso. Vieram primeiro as santas virgens. [...] Depois os santos confessores saudá-la como sua Mestra, em cuja vida haviam aprendido tantas virtudes excelentes. Vieram os santos mártires saudá-la como sua Rainha, porque com sua grande constância, nas dores da Paixão de seu Filho, lhes ensinara e também alcançara com seus merecimentos a fortaleza para testemunhar a fé com a vida. Veio também S. Tiago, [...] agradecer-lhe da parte de todos os outros apóstolos aquele conforto e auxílio que lhes dera estando na terra. Depois vieram os profetas saudá-la, [...] os santos patriarcas, [...] vieram dar-lhe agradecimento os nossos primeiros pais Adão e Eva. Ah, Filha amada! lhe diziam: Vós reparastes o dano feito por nós ao gênero humano; vós alcançastes ao mundo aquela bênção que perdemos por nossa culpa. [...] Veio depois beijar-lhe os pés S. Simeão, [...] S. Zacarias e S. Isabel.
[...]
Veio S. João Batista, com maior amor, dar-lhe graças por tê-lo santificado por meio da sua voz. Mas que deveriam dizer-lhe, quando vieram saudá-la seus caros pais, Joaquim e Ana? 'Filha dileta, que fortuna foi a nossa de ter tal filha! Eis que agora és nossa Rainha, porque és Mãe do nosso Deus'. [...] Mas quem nos dirá do afeto com que veio saudá-la seu caro esposo S. José? 'Ah! Senhora e esposa minha! Quando poderei chegar a agradecer quanto devo ao nosso Deus, por ter-me dado por esposa a vós, que sois a sua verdadeira Mãe? [...] Sejam benditos os momentos que gastei na vida a servir a Jesus e a vós, minha santa esposa."


3) Santíssima Trindade Recebe Maria


"Imagine e compreenda [...] com amor a Santíssima Trindade a abençoou! Quem nos descreverá o afável e afetuoso acolhimento que fez o Pai à sua Filha, o Filho à sua Mãe, o Espírito Santo à sua Esposa! O Pai a coroa, participando-lhe o seu poder, o Filho a sabedoria, o Espírito Santo o amor. As três Pessoas divinas, colocando-lhe o trono à direita de Jesus, a declaram Rainha universal do céu e da terra."








(Trechos retirados do livro "Glórias de Maria" de Santo Afonso Maria de Ligório)

Comentários